Dieta para a artrite com biomac

Afetação e as causas da artrite reumatóide

A artrite reumatóide produz um dano na cartilagem, ossos, tendões e ligamentos. O que mais a caracteriza é a dor e a rigidez nas articulações, especialmente nos dedos das mãos. Às vezes pode ocorrer um comportamento além de articular afetando vários órgãos e sistemas.

As causas do início da doença são desconhecidas, embora em todas as doenças autoimunes costuma ter fatores emocionais e cargas psicológicas por trás.

Os sintomas são progressivos, mas também costumam ter crises agudas ou pontuais de maior afetação que se alternam com períodos sem sintomas.

Neste artigo, tambem recomendamos um grande aliado na cura da Artitre: o suplemento natural Biomac.

Principais sintomas da artrite reumatóide

  • Inflamação das articulações, com dor: sobretudo em pulsos, dedos das mãos e pés, cotovelos, ombros, quadril, joelhos e tornozelos.
  • Estados de maior rigidez pela manhã.
  • Deformação progressiva das articulações, que provoca uma redução da mobilidade.

A quem afeta a artrite reumatóide

É uma doença de que padece 1 de cada 200 pessoas e estima-se que em Portugal há cerca de 200.000 pessoas afetadas. É mais comum em mulheres que em homens, e aparece em idades jovens (a partir dos 25 anos), mas a sua máxima incidência situa-se entre os 45 e os 55 anos. Também foram observados casos de crianças afetadas pela artrite.

A primeira vez que aparece um ataque de artrite costuma ser depois de uma grande situação de estresse. Por isso recomendamos o Biomac.

Recomendações gerais para a artrite reumatóide

  • Evitar o stress, tanto mental como físico (provocado pelo exercício físico intenso).
  • Dormir entre 8 a 10 horas noturnas e fazer uma sesta de 30 minutos.
  • Começar o dia com um banho de água quente para diminuir a rigidez e sistema de manhã.
  • Evitar realizar movimentos muito repetitivos (sobre tudo com as mãos).
  • Evitar ficar muitas horas de pé.
  • Não fazer muita força com as mãos, por exemplo, abrir frascos, lavando, escurriendo a roupa, etc.
  • Usar o suplemento Biomac

Em suma, se podem melhorar os sintomas com uma boa intervenção nutricional e um estilo de vida descontraído e saudável.

Avaliação nutricional de pessoas com artrite reumatóide

É comum encontrar uma relação com alergias a certos alimentos e uma malabsorción dos nutrientes no intestino. Este problema intestinal pode provocar a carência de alguns nutrientes que piore a doença.

Além disso, muitas pessoas com artrite têm falta de apetite, causada por uma falta de salivação humana e acabam comendo menos do que deveriam.

Por ser uma doença que cursa com inflamação, há um aumento do metabolismo da pessoa, ou seja, queimam mais calorias e aumentam as necessidades nutricionais.

Como consequência deste estado diminui o peso, a musculatura e a imunidade da pessoa. Por estas razões, o tratamento nutricional através da dieta é fundamental para conseguir uma recuperação.

Relação entre artrite e outras doenças relacionadas com a alimentação

Por ser uma doença crônica que aparece em idades precoces é frequente que o uso contínuo dos medicamentos pode causar uma úlcera péptica e gastrite.

Também pode ocorrer a síndrome. (disfagia, cárie, alteração de sabor i olfato) causada por uma diminuição da secreção de saliva.

Além disso, algumas pessoas também podem sofrer uma alteração na articulação da mandíbula, que limita a abertura da boca para comer.

Recomendações dietéticas para a artrite reumatóide

dieta para a artriteO mais importante a ter em conta para o tratamento da artrite com uma alimentação saudável é:

    • Fazer uma dieta rica em vitaminas e minerais antioxidantes: Vitamina A, C, E. Minerais como o Zinco e o Selénio.
    • Comer alimentos ricos em caroteno: cenoura, abóbora, batata-doce, manga, mamão, pêssego, damasco.
    • Comer alimentos basificantes (frutas, legumes, verduras, legumes, tubérculos como a batata, azeitonas, frutos secos, frutas secas, mel) e diminuir alimentos acidificantes (todos os cereais, carnes, frios, derivados do amendoim, peixes, embora menos).
    • Consumir ácidos graxos essenciais, que são anti-inflamatórios naturais: O famoso Ômega-3, presente em peixes oleosos, nozes e sementes de linho.
    • Diminuir o consumo de gorduras saturadas: carnes vermelhas e embutidos, laticínios integrais, creme de leite, manteiga, margarina, creme de leite, bolos.
    • Utilizar o suplemento natural Biomac, que vai repor a maioria dessas vitaminas.
  • Usar sempre fazer de oliva virgem.
  • Fazer alimentação rica em nutrientes que é comum que ocorra um déficit causado pela perda de peso: Magnésio, Manganês, Zinco, Selênio, vitamina A, D, E, B12 e fosfatos.
  • Controlar os alimentos que possam causar alergia ou intolerância.
  • Às vezes, pode aparecer uma intolerância aos hidratos de carbono que também há que controlar através da dieta e suplementação.
  • Foi observada uma melhora da inflamação, quando fazem dietas pobres em sal (1200 mg de sódio/dia). Além disso, também melhoram os efeitos secundários de certos medicamentos, como os corticosteróides, que costumam causar hipertensão arterial e retenção de líquidos.
  • Recomenda-Se que os alimentos lácteos por substitutos de soja enriquecidos em cálcio. Leite sacia mais e, além disso, é de difícil digestão.
  • A principal fonte de proteínas deve ser a partir de vegetal, peixe, ovos, carne branca e preparados à base de soja.

Levar a cabo as recomendações alimentares em uma dieta + Biomac

O trabalho do nutricionista – nutricionista é fundamental em casos de artrite reumatóide. Para poder elaborar uma orientação dietética deve-se fazer uma correta avaliação nutricional da pessoa para saber quais são suas reais necessidades, que nível de comprometimento da doença de que sofre e que objetivos devem ser marcados.

Na Clínica Alimmenta contamos com uma equipe de profissionais (membros do Colégio de Nutricionistas-Nutricionistas) que são de grande ajuda para as pessoas que queiram melhorar os sintomas da artrite reumatóide natural, juntamente com uma boa alimentação.

Não esqueça da grande Dica: o Biomac.